Tsukiji: o maior mercado de peixe do mundo.



Uma banca de atum, um dos peixes preferidos pelos japoneses
que pode vir de qualquer parte do mundo. Mais de metade dos peixe
deste mercado vem de países distantes.

O Mercado de Peixe Tsukiji é uma visita recomendada por praticamente todos os guias de viagem. Por isso mesmo, e por saber que se trata do maior mercado de peixe do mundo, estava na minha "To do list" juntamente com a ida ao Parque Ueno, duas coisas que não fiz na primeira ida ao Japão. Mas desta vez, até marquei hotel em Shintomicho, no bairro de Ginza, a dois quarteirões a pé do mercado, para poder lá ir de madrugada sem precisar de apanhar táxi. Mas na verdade, não há necessidade de o fazer a não ser que se queira muito ir assistir aos leilões do atum que ocorrem todos dias de madrugada, excepto ao domingo. Existem dois leilões, um às 5h00 e outro às 5h30. Mas cada um deles aceita apenas 60 visitantes. São poucas vagas que se preenchem facilmente. Para garantir uma, é preciso estar no local por volta das 3h30  da manhã. E eu fui às 5, tarde demais. A esta hora, o mercado de peixe ainda nem sequer abriu. Abre apenas às 9h00. Mas a azáfama já é grande. Andam camiões de transporte de mercadoria por todo o lado, vemos pessoas a tomarem o pequeno-almoço nos muitos estabelecimentos da zona e várias bancas de fruta e legumes a prepararem-se para abrir. Porque, apesar de lhe chamarem mercado do peixe, também contempla um mercado grossista de carne, fruta, legumes e de todos os apetrechos úteis para preparar , acompanhar e servir pratos de peixe: louça, pauzinhos de madeira, facas, pickles, etc. Resumindo, ou se vai para o mercado às 3 da manhã para tentar ir a um dos leilões ou então basta ir a partir das 9. Como o hotel estava perto, fiquei no Ginza Capital Main, voltei para a cama às 6h00 e regressei ao mercado por volta das 9. E a esta hora sim, era uma entre os muitos turistas que, como eu, andavam a circular entre as mais de 1700 bancas de peixe, sem rumo certo. 

Estes carrinhos eléctricos estão por toda a parte e é preciso andar com atenção
para não sermos atropelados. Tive que me desviar deles várias vezes.


Fugu, um peixe muito apreciado pelos japoneses e que tem de ser preparado
com mil cuidados porque contém veneno. todos os anos morrem pessoas que
comeram este peixe sem que tenha sido devidamente preparado.


Uma das muitas bancas que serve pequeno-almoços de ramen, sushi
ou tempura. Vi muitos turistas a tomar em o pequeno-almoço mas peixe
cru ao pequeno-almoço? Não, obrigada.
Uma loja que faz cascas fininhas de marisco

Vi muitas destas especializadas em alimentos feito com ovo frito

Loja de chá
Carne de vaca cheia de veios de gordura. É assim que os japoneses gostam da carne.
Doces coloridos
Uma banca de tempura
Um dos templos onde pescadores e outros  trabalhadores do mercado
do peixe rezam a pedir segurança e prosperidade.