Escapada de Tóquio até Odaiba


A Rainbow Bridge, que liga Tóquio a Odaiba, é um dos ex libris da cidade
e é particularmente bonita à noite quando fica toda iluminada. Dá próxima vez
que for a  Tóquio, quero fazê-la a pé na faixa que existe para pedestres.

Odaiba é uma ilha artificial que foi construída no Período Meiji (1603-1868) para proteger a Baía de Tóquio de eventuais avanços do mar, frequentemente provocados por terramotos. Hoje em dia, esta ilha em nada invoca o período em que foi criada. Muito pelo contrário, o ambiente não podia ser mais sofisticado. 

O comboio yurikamome, ele próprio uma atracção, faz um percurso
magnífico até aqui chegar, atravessando a cidade numa espécie de
 monorail ao longo do qual a máquina fotográfica não tem descanso.

É esta a perspectiva que sem tem à chegada. À nossa frente, a Palette Town,
 um complexo que incluí o Venus Fort,, um centro comercial que recria
ambientes da Europa Renascentista - o showroom da Toyota, uma
roda panorâmica e um mega centro de jogos electrónicos. 
Ferris wheel, uma das maiores rodas do mundo, com 115 metros de altura.
Uma volta dura 15 minutos (à noite a vista é fabulosa) e custa bem menos
do que a London Eye,. Custa 900 yenes, cerca de 9 euros. Andar na de
 Londres custa mais do dobro....
No interior do Venus fort, o tecto simula um céu azul
pintalgado de núvens.
Dentro do centro comercial, encontrei esta exposição de Ferraris
 para todos os gostos.



Odaiba foi convertida num imenso espaço de comércio e lazer com grande popularidade entre os japoneses Nesta ilha, encontramos centros comerciais, show rooms de várias marcas, jardins, hotéis, um onsen (termas japonesas), praias artificiais, exposições ao ar livre e museus. Desta vez apanhei um dia de sol, mas este é sem dúvida um local perfeito para visitar num dia de chuva, dada a quantidade de espaços cobertos para entretenimento. Para aqui chegar, apanhei o comboio em Shimbashi ( a viagem dura 13 minutos e o bilhete custa 310 yenes - 3 euros). Depois, passei no jardim principal, dei uma volta na Palette Town e almocei na zona de restauração do Venus Fort, num restaurante coreano. 


Um Fiat com a Hello Kitty, uma personagem que nos persegue ou não
fosse este o país da Sanryo.
Tokyo Internatiinal Exihibition Center, um edifício que não passa
despercebido e que recebe, todos os anos, uma das principais exibições
de anime do mundo.
A viagem no comboio de superfície Yurikamome desde Shimbashi até Odaiba
(e vice-versa) é um dos trajectos que todosos guias de viagem recomendam. 
O Museu da Ciência Marinha fica num edifício que imita
um navio de cruzeiro

Aqua City é outro complexo comercial com 6 pisos. No último, existe uma
zona de restauração dedicada ao ramen. Podem provar-se diferentes receitas
de ramen de todo o Japão.

Tóquio também uma Estátua da Liberdade, além de uma Torre Eiffel.



Á esquerda, a sede da Fuji, um dos principais canais privados de televisão do Japão.
Quem quiser, pode subir ao deck da esfera paracontemplar a vista panorâmica.
Á direita, o Leisureland, com restaurantes, campos de jogos, pistas de bowling
e muitas máquinas de jogos.