Comércio da vila de Santa Maria do Sal


Vale a pena encher a mala com papaias....foi o que fiz. Custam dois euros o quilo
(desconfio que foi preço para turista...) mas são uma delícia!

Um dos poucos locais onde se encontra artesanato cabo-verdiano à venda,
já que quase tudo o que as lojas vendem - estatuetas, máscaras, tambores, etc -
vem do Senegal e da Costa do Marfim.

 Conservas de peixe, grogue (aguardente), licores de fruta, peças de cerâmica, bijutaria, brinquedos de lata ou peças feitas com rocha vulcãnica são alguns dos "souvenirs" que se podem adquirir neste mercado. Mas fica aqui a dica: para comprar licores e grogue, compensa e muito comprar na vila. De resto, a loja de artigos cabo-verdianos do aeroporto, já depois do check-in, é um pouco mais cara mas tem artesanato bem giro e com qualidade.

Barraquinha de artesanato dentro do resort Oásis Belo Horizonte
Adorei estas bonecas, embora aposte que venham do Senegal.Comprei várias
numa banca montada entre o Oásis Belo Horizonte e o "calçadão" da praia.
Custaram 5 euros cada, metade do valor que me pediram de início.
 Tudo o que está à venda  baixa para metade ou menos.

Logo no início do pontão, há vendedores de conchas, búzios,  peixes-balão,
colares e dentes de tubarão. Trouxe dois colares com um dente de tubarão
que fizeram furor entre as crianças. E até dá para comprar uma dentadura interinha.



A discoteca Pirata